quinta-feira, 6 de setembro de 2018

DEZ PERGUNTAS A... CLÁUDIA LUNDGREN


Agradecemos à autora CLÁUDIA LUNDGREN a disponibilidade em responder ao nosso questionário

1 - Como se define enquanto autora e pessoa?

É muito difícil definir-se. Penso que enquanto autora posso ser quem eu quero. Ora tentar transpor para o papel minhas próprias vivências e sentimentos, ora criar histórias e personagens. Ser autor é viajar por lugares nunca visitados, é ser quem você quiser ser, e ao mesmo tempo, ser você mesmo. Enquanto pessoa sou simples. Uma pedagoga que trabalha como educadora infantil, e apaixonada pelas Letras. Sou mãe, sou avó, sou mulher, profissional, escritora. Sou gente.

2 - O que escreve é inspiração ou transpiração?

Ao compor, desejo realmente construir algo bom, algo diferente, algo além da minha simples inspiração. Inspiro-me, num primeiro momento, e num segundo, transpiro-me, para que o leitor seja capaz de visualizar no meu texto cores, cheiros, paisagens, e poder sentir, se possível, as emoções ali descritas. É preciso mais que inspiração. É preciso que haja transpiração para que o texto seja realmente sentido, para que ele possa se destacar do comum.

3 - O que pretende transmitir com a sua escrita?

Pretendo transmitir com a minha escrita todo o sentimento com o qual a escrevi. Contar estórias através das rimas e versos, mas ir mais além. Transmitir o poético, levar algo além das letras, tocar realmente de uma maneira especial o leitor.

4 - Por que escreve poesia?

Também escrevo prosa, mas realmente prefiro compor poesia. Gosto dessa beleza, desse intimismo, desse caráter floreado típico da poesia. Dessa escrita em versos e, na maioria das vezes, em rima, dos poemas. Simplesmente, amo poesia e poetisar!

5 - O que costuma fazer para promover a sua escrita?

Compartilho minhas obras nas minhas redes sociais, na minha página poética, colaboro em sites culturais, em grupos de poesia, onde participo dos eventos sempre que convidada. Também promovo minha escrita através da participação ativa em antologias e concursos literários.

6 - Que impacto têm as redes sociais no seu percurso?

As redes sociais têm um impacto muito positivo e essencial no meu percurso. Através delas posso divulgar meus textos, conhecer outros autores em grupos poéticos, me informar sobre antologias em aberto, enfim, considero uma importante ferramenta de trabalho na carreira do novo autor.

7 - O que acredita ser essencial na divulgação de um autor?

Acho que se conhece o autor pelas suas obras, assim como as árvores são conhecidas por seus frutos. E para que suas obras sejam conhecidas, podemos contar com as redes sociais, páginas, sites literários, saraus, antologias, grupos poéticos, blogs de poesia, até chegar ao livro solo.

8 - O que ambiciona como autora?

A última pergunta da entrevista responde bem essa questão. Essa é realmente a pergunta que eu gostaria que me fizessem. Não busco dinheiro, enriquecimento, o que vier é lucro. Escrevo por amor, e por esse motivo tenho essa pretensão como autora: que o meu trabalho seja um dia reconhecido, e que, um dia eu possa ser lembrada como um nome da literatura da minha geração.

9 - Livro físico ou e-book? Porquê?

Ambos têm vantagens e desvantagens. O e-book é prático, não ocupa espaço, não demora a chegar, a gente não precisa acender a luz para ler. Mas, apesar do tradicional livro físico não ter toda essa praticidade, eu o prefiro. Ler no celular (que é o meio digital pelo qual leio meus e-books) é um pouco mais complicado, algumas obras não existem em e-books, enfim. E ainda tem o detalhe mais importante, particularmente para nós autores: não há nada mais emocionante e gratificante do que a chegada dos nossos próprios livros físicos ou antologias!

10 - Qual a pergunta que gostaria que lhe fizessem? E como responderia?

A pergunta:
Quais são suas pretensões como escritor? Pensa em enriquecer com a venda de livros?
A resposta:
Não. Meu alvo é semear poesia no mundo, inspirar em alguém o prazer de ler, e me imortalizar como um nome da literatura brasileira.

Acompanhem, curtam e divulguem esta e outros autores através deste link

Sem comentários:

Enviar um comentário

Toca a falar disso